Base de cálculo do IPTU PDF Imprimir E-mail
Qua, 20 de Março de 2019 13:39

A base de cál­cu­lo do IPTU para imó­veis resi­den­ciais ava­lia­dos em até R$ 200 mil é de 0,18%. Caso o valor do imó­vel seja maior, a alí­quo­ta será de 0,6% sobre o que exce­der R$ 200 mil. Por exem­plo, imó­veis com valor de R$ 300 mil: 0,18% sobre R$ 200 mil e 0,6% sobre R$ 100 mil. A maior parte dos imó­veis tem até R$ 500 mil de valor venal.
"A alí­quo­ta de 0,6% em Con­ta­gem ainda é uma das meno­res de IPTU do Bra­sil. Um imó­vel de R$ 200 mil paga R$ 360 do impos­to, e um de R$ 160 mil paga­rá R$ 288", apon­ta.

Pedi­do de revi­são


O pedi­do de revi­são do IPTU tem que ser feito até o prazo de ven­ci­men­to da pri­mei­ra par­ce­la, ou seja, 11 de abril. Pode­rá ser feito pelo Por­tal da Pre­fei­tu­ra ou por aten­di­men­to pre­sen­cial.

Remis­são

Neste ano, terá remis­são do IPTU o imó­vel usado como resi­dên­cia cujo pro­prie­tá­rio, seu côn­ju­ge ou filho seja aco­me­ti­do por pato­lo­gia inca­pa­ci­tan­te de natu­re­za grave, crô­ni­ca ou ter­mi­nal: Aids (Sín­dro­me da Imu­no­de­fi­ciên­cia Adqui­ri­da), alie­na­ção men­tal, car­dio­pa­tia grave, ceguei­ra (inclu­si­ve mono­cu­lar), con­ta­mi­na­ção por radia­ção, doen­ça de Paget, doen­ça de Par­kin­son, escle­ro­se múl­ti­pla, espon­di­loar­tro­se anqui­lo­san­te, fibro­se cís­ti­ca (muco­vis­ci­do­se), han­se­nía­se, nefro­pa­tia grave, hepa­to­pa­tia grave, neo­pla­sia malig­na, para­li­sia irre­ver­sí­vel e inca­pa­ci­tan­te, tuber­cu­lo­se ativa, Sín­dro­me de Down e autis­mo.

Infor­ma­ções e aten­di­men­to

As infor­ma­ções sobre a docu­men­ta­ção, pedi­dos de isen­ção e ­outras dúvi­das a res­pei­to do IPTU podem ser escla­re­ci­das por meio do Por­tal da Recei­ta Muni­ci­pal.
O aten­di­men­to pre­sen­cial é feito na Secre­ta­ria Muni­ci­pal de Fazen­da: ave­ni­da João Cesar de Oli­vei­ra, 6.620, Cen­tro/Sede, das 8h às 17h.
Pre­fei­tu­ra Aqui (Shop­ping Con­ta­gem) ave­ni­da Seve­ri­no Bal­les­te­ros Rodri­gues, 850, piso G-3, bair­ro ­Cabral, das 10h às 17h.
Tele­fo­ne da Dire­to­ria de Tri­bu­tos Imo­bi­liá­rios: (31) 3361-8548